CM 

Trancas à porta

"O que espanta é o estado lastimável das instalações da Bela Vista, no Porto"

 

Ontem fomos confrontados com a notícia de que um indivíduo se introduziu nas instalações da PSP da Bela Vista, no Porto, onde funcionam vários serviços da polícia.

Da parte de alguns cidadãos houve, naturalmente, estranheza com o caso. O que nos espanta, a nós polícias, é o facto de poucos se preocuparem com o estado lastimável e até vergonhoso daquelas instalações. Não só por não terem as condições mínimas exigíveis para qualquer ser humano, como para a própria segurança do complexo. Não tem sido por falta de alertas, uma vez que, desde 2004, a ASPP/PSP tem sido recorrente na denúncia destas questões. Estamos a falar de instalações visitadas por alguns ministros da Administração Interna.

Instalações que, se as entidades oficiais que têm por missão fiscalizar as condições de segurança e salubridade dos edifícios o fizessem, já teriam sido encerradas há muito tempo. Esta situação é o exemplo de que em Portugal só depois do problema é que se decide intervir.

Pelo menos provou-se que, mesmo com as frágeis condições de segurança do edifício, é impossível para qualquer aventureiro obter sucesso nos seus intentos.

Continua a valer-nos o sentido de missão dos polícias.

 

 

Paulo Rodrigues, Presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia