CM 

Velha atitude

Voltar à policía do passado também tem um preço

Ser polícia não é uma profissão que facilite a vida a nível particular ou familiar. Todos sabemos disso. Sabemos também que a responsabilidade que assumimos desde o momento em que entramos nesta instituição é grande. Mas dentro de toda esta complexidade e dificuldade, a instituição e o governo podem, ou não, encontrar um caminho que alivie todo este peso.

Ora, infelizmente, o que temos assistido é ao agravamento das dificuldades. A falta de respostas do governo sobre um conjunto de matérias, em que se enquadra a indefinição da 5ª Divisão de Polícia, é um exemplo, mas podíamos dar muitos outros, basta ver os ofícios enviados e as respostas obtidas. A questão da indefinição da situação da 5ª Divisão foi colocada ao MAI e à Direcção Nacional da PSP há meses mas não teve resposta. Foi necessário a comunicação social colocar a questão para haver reação. Ficamos satisfeitos com a celeridade da resposta, mas preocupados com a atitude.

Esperemos que a hierarquia da polícia e o MAI tenham consciência da política que estão a impor na instituição e as consequências que poderá ter. Como esperemos que saibam da inquietação, geradora de instabilidade, que se vive atualmente na polícia. É que voltar à polícia do passado também tem um preço.



 Paulo Rodrigues, Presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia