CM 

Modelos de gestão

Uma melhor gestão reduzia despesa e aumentava a qualidade.

Uma das garantias, vista como a mais importante, na compensação aos profissionais da PSP pela missão da Polícia ainda é o subsistema de saúde.


Apesar de os polícias pagarem por um serviço que tanto serve os seus interesses como da instituição, a qualidade e a oferta têm diminuído.Nas cidades do interior ou das ilhas, a situação é gritante.


No entanto, parece que o SAD/PSP sofrerá ainda mais reduções. Há responsáveis políticos que querem pôr fim a este subsistema, não o assumindo frontalmente. A PSP em vez de melhorar o serviço, da ndo celeridade aos processos, faz o contrário. A título de exemplo: faz sentido alguém, depois de um acidente em serviço devidamente comprovado, estar mais de um ano à espera de uma decisão da PSP para fazer uma cirurgia? Faz sentido estar meses à espera para que a PSP autorize fisioterapia de recuperação? Além de perder o profissional, porque o tempo na recuperação da lesão é crucial, perde a PSP, porque aumenta o tempo de ausência dos polícias. Andamos todos preocupados com a falta de verbas, terminando com serviços importantes para todos, e esquecemos que, boa parte das vezes, devíamos começar a preocupar-nos com o modelo de gestão. Provavelmente, reduzia despesa e aumentava a qualidade, em proveito de todos.

 

  

 Paulo Rodrigues, Presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia